PARCERIA PM E PRF ACELERA QUEDA NOS ÍNDICES DE ROUBOS NA RODOVIA NITERÓI-MANILHA

2019-09-10T20:42:37-03:00setembro 10th, 2019|

A parceria inédita entre a Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro e a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal para reforçar o patrulhamento na estrada Niterói-Manilha continua gerando resultados positivos.

De acordo com os números do Instituto de Segurança Pública (ISP), os roubos de veículos nos 21 quilômetros da rodovia BR-101 que corta o município de São Gonçalo registraram uma redução de 32% nos sete primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Comparando o mesmo período, os roubos de carga tiveram uma queda de 51%. E a tendência de queda continua: no mês de agosto, embora os números do ISP ainda não estejam consolidados, não ocorreu sequer um roubo de carga naquele trecho da rodovia, entre o bairro do Barreto, em Niterói, e o distrito de Manilha, em Itaboraí.

Desde o início deste ano, a Polícia Militar vem atuando no patrulhamento do trecho da rodovia federal, em auxílio à PRF. A partir de maio, foi empregado um novo modelo de policiamento, mobilizando três batalhões operacionais – 7º BPM (São Gonçalo), 12º BPM (Niterói) e 35º (Itaboraí) – e um especial, o RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões).

Um dos idealizadores do novo modelo de policiamento, o Comandante do 4º CPA, Coronel Marcelo Pereira Rocha, conta que o planejamento foi elaborado com base na análise da mancha criminal em toda extensão da rodovia e bairros limítrofes. Cada unidade envolvida passou a responder pelo policiamento de cinco trechos da rodovia.

– O RECOM, como unidade especializada em ações táticas, tem feito as abordagens nos trechos de maior complexidade, empregando duas equipes por turno. O reforço do RECOM tem contribuído muito para o sucesso de nossa missão – explica o Coronel Marcelo Rocha.

Inaugurada no início dos anos 80 para melhorar o acesso à Região dos Lagos, a rodovia Niterói-Manilha acabou se transformando, ao longo das últimas décadas, num atrativo à ocupação desordenada da área urbana. Assim como aconteceu em outras áreas da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, esse processo de expansão desordenada, sem infraestrutura e serviços básicos, acaba favorecendo a atuação de facções criminosas.

– Estamos trabalhando no combate sistemático às ações criminosas na Rodovia BR-101. A segurança é fundamental para estimular o turismo na Região dos Lagos e a atividade econômica liderada pela indústria do petróleo e gás no Norte do estado – explica o comandante do 4º CPA.