OPERAÇÃO INTEGRADA DAS POLÍCIAS MILITAR E CIVIL APREENDE 30 ARMAS E 8,5 TONELADAS DE DROGAS NA MARÉ

2019-07-29T21:21:55-03:00julho 18th, 2019|

Uma operação integrada das Secretarias de Estado de Polícia Militar e de Polícia Civil, realizada na manha desta quinta-feira (18/07) no Complexo da Maré, resultou na apreensão de 30 armas, entre elas 23 fuzis, e 8,5 toneladas de drogas, entre as quais 172 quilos de pasta base de cocaína para refino em laboratório. Foi o maior saldo operacional registrado na história do Estado do Rio de Janeiro em ação realizada num único dia. Além das apreensões, cinco criminosos foram presos e um morreu ao entrar em confronto com uma das equipes de policiais.

Durante a entrevista coletiva à imprensa realizada à tarde no auditório do CICC (Centro Integrado de Comando e Controle), para apresentação do resultado da operação, o Governador do Estado do Rio, Wilson Witzel, parabenizou o trabalho dos policiais e enalteceu a integração entre as duas secretarias:
– O resultado foi fruto não só do trabalho de investigação que se iniciou na delegacia responsável por investigar o tráfico de armas, como também fruto na integração com a Polícia Militar – disse o governador.

A operação realizada em duas comunidades do Complexo da Maré – Nova Holanda e Parque União – mobilizou unidades especiais das duas corporações. O Comando de Operações Especiais (COE) atuou na Nova Holanda com policiais do Batalhão de Ações com Cães (BAC), do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e do Grupamento Aeromóvel (GAM). Na Nova Holanda, policiais do BAC apreenderam 15 fuzis, atingindo a marca de 301 dessas armas de guerra retiradas das mãos dos criminosos apenas pela Polícia Militar este ano.

Já a Polícia Civil operou no Parque União com a Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DESARME), com o apoio da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE).

O Secretário de Estado de Polícia Militar, Coronel Rogério Figueredo de Lacerda, lembrou que a operação desta quinta-feira reforça a valor das ações integradas entre as duas policiais, atuando com foco definido e sinergia. Ao lembrar a operação conjunta realizada recentemente no Complexo do Dendê, na Ilha do Governador, na qual a principal quadrilha da região foi desarticulada, o Coronel Figueredo afirmou que foi dada mais uma resposta ao crime organizado:

– A resposta é a seguinte: não têm territórios que a segurança pública do Rio de Janeiro não entre. E, continuaremos com o nosso trabalho, de forma integrada – disse o coronel Figueredo.

O Secretário de Estado de Polícia Civil, Delegado Marcus Vinícius Braga, lembrou que a apreensão do arsenal de guerra no Complexo da Maré vai impactar positivamente na redução de homicídios e roubos de carga e de veículos.

– A decisão da operação foi tomada em conjunto entre os setores de inteligência das duas polícias e da investigação da DESARME. Estas são comunidades onde o crime organizado se esconde e praticam naquela região muitos roubos de cargas e de veículos – afirmou o delegado Marcus Vinícius.

SALDO OPERACIONAL NO COMPLEXO DA MARÉ

COMUNIDADE NOVA HOLANDA (POLÍCIA MILITAR)

15 fuzis
2 metralhadoras: Madsen e .30
1 submetralhadora INA
1 cal .12
1 pistola
75 granadas
8,5 toneladas de drogas

COMUNIDADE PARQUE UNIÃO (POLÍCIA CIVIL)

08 fuzis
1 cal.12
1 revólver

TOTAL DE APREENSÕES

30 armas:
23 fuzis
2 metralhadoras
2 calibre 12
1 INA
1 pistola
1 revólver
8,5 toneladas de drogas.