CCRIM PASSA A CONTAR COM EQUIPAMENTO DE PONTA PARA IDENTIFICAÇÃO DIGITAL

2019-05-28T16:18:31-03:00maio 4th, 2019|

O Centro de Criminalística (CCRIM) da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro passou a contar com um reforço de peso para dar agilidade e ampliar o grau de precisão no trabalho de perícia. O Sistema de Identificação Automatizada de Impressões Digitais (AFIS, na sigla em inglês) entrou em operação na primeira semana deste mês de maio.

– Esse software leva menos de um minuto para informar se uma digital pertence a um suspeito fichado na sua base de dados. Pelo método tradicional, consultando ficha por ficha das bancadas, esse trabalho pode levar até 3 horas – explica o Tenente-Coronel Leandro Augusto Rasteiro, Chefe do CCRIM.

O AFIS faz parte de uma lista de equipamentos apresentada ao Gabinete de Intervenção Federal no ano passado pelo CCRIM. O primeiro equipamento entregue para reequipar o setor de perícia criminal da PM foi o Comparador Vídeo Espectral, que entrou em funcionamento em março. O equipamento é capaz de fazer uma avaliação precisa e rápida de documentos, constatando autenticidade de autoria de assinatura e outras características grafotécnicas ou identificando tintas e outros itens de segurança, como os que existem em carteiras de identidade ou cédulas de real ou qualquer outra moeda, por exemplo.

Para operar o AFIS, os peritos militares do CCRIM passaram por treinamento teórico e prático ministrado por um perito farmacêutico aposentado nas instalações da Academia de Polícia Militar Dom João VI, em Sulacap. O coordenador do treinamento, Major Cláudio Andrade Sucupira Perini, SubChefe do CCRIM, está confiante nos resultados que serão alcançados com a nova ferramenta tecnológica.

– Nos países que utilizam esse sistema, vários crimes do passado estão sendo solucionados com a identificação das impressões digitais arquivadas. Esse software representa um grande avanço na perícia técnica militar – comemora o Major Cláudio.

Unidade subordinada à Corregedoria da Polícia Militar, o CCRIM foi criado há 30 anos com a missão de produzir laudos de inquéritos que apuram crimes militares, realizando perícias em veículos, armas, documentos, gravações de voz e de imagens, ou analisando substâncias químicas e biológicas. A dedicação de comandantes e peritos que passaram pelo setor ao longo desses anos transformou o CCRIM numa referência nacional na área de perícia criminal.