POLICIAIS MILITARES PODERÃO USAR ARMA E COLETE BALÍSTICO DO ESTADO NA FOLGA

2019-01-30T07:59:36-03:00janeiro 28th, 2019|

O Governador do Estado do Rio, Wilson Witzel, e o Secretário de Estado de Polícia Militar, Coronel Rogério Figueredo, assinaram, nesta segunda-feira (28/01), termo de compromisso, formalizando a autorização para o acautelamento de pistolas e coletes balísticos a todos os policiais que se encontram sem restrições ao desempenho de suas funções, os classificados na categoria apto A. Antigo anseio da Corporação, o acautelamento será concedido após requerimento e dos pré-requisitos estabelecidos para que o policial possa utilizar a pistola e o colete em serviço e durante sua folga.
O termo de compromisso foi possível graças ao reforço do número de armas e coletes destinados à Corporação. O setor de material bélico da corporação receberá mais 15 mil pistolas e 20.900 coletes. As pistolas foram adquiridas pelo Gabinete de Intervenção Federal (GIF) e serão entregues dentro de dois meses. Quanto aos coletes, 14,4 mil foram comprados pelo GIF e destes, 4,5 mil já foram entregues. Outros 11 mil serão adquiridos com recursos da Secretaria de Polícia Militar.
A medida faz parte de um conjunto de ações que estão sendo postas em prática para reduzir a vitimização de policiais durante as folgas. Além da permissão de acautelar a arma e o colete, o policial passará por treinamento.
– Os PMs precisam, cada vez mais, estar preparados para enfrentar a criminalidade. Uma das questões importantes de proteção da vida de nossos militares é dar a eles condições de deslocamento, de ir e vir, quando estão fora de serviço – disse o Governador Wilson Witzel, durante a cerimônia de assinatura do termo de compromisso realizada no auditório do Quartel General da PM.
Durante o evento, o Coronel Rogério Figueredo explicou que o acautelamento seguirá as normas da corporação:
– Hoje, já estamos conseguindo contemplar 5 mil policiais militares com a aquisição de pistolas e coletes. Para isso, nossos policiais militares passarão por treinamento, onde receberão todas as instruções para ter efetividade no uso do armamento. Os policiais farão o acautelamento através de requerimento e, com isso, em curto prazo, vamos conseguir contemplar todo o nosso efetivo – disse o secretário de Polícia Militar.