Cmt-Geral parabeniza os atletas do projeto social das UPPs

2018-05-09T13:32:40-03:00maio 9th, 2018|

Na última semana de abril, jovens atletas do Geração UPP – projeto social que leva jiu-jitsu e outras artes marciais a jovens de comunidades cariocas através de policiais – faturaram dois troféus por equipe e 73 medalhas no maior e mais disputado torneio da modalidade em todo o mundo, o Campeonato Brasileiro da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ), realizado em Barueri, na Grande São Paulo. Nessa segunda-feira, 08/05, alunos e professores da equipe foram recebidos pela alta cúpula da Polícia Militar na sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) para uma homenagem ao trabalho bem-sucedido.

 

Comandante-Geral da PM, o Coronel Luís Claudio Laviano recebeu os homenageados, entregou certificados e discursou orgulhoso do trabalho desenvolvido pelos policiais instrutores e da dedicação dos jovens atletas.

 

“Nós somos 44 mil policiais na ativa, mais 26 mil policiais na inatividade, e isso dá um ânimo muito grande, ressalta muito essa importância e faz com que a gente veja que é possível, que a gente tem como reverter. Temos que acreditar, continuar trabalhado, continuar combatendo e acreditando que é possível, que nós vamos conseguir dar a volta por cima, vamos conseguir trazer o estado de paz para o nosso Rio de Janeiro, trazer bons frutos, aquecer a economia com turismo, com indústrias, com todo mundo participando e vendo que é possível, é só acreditar e colaborar”, destaca. “Vamos ter força, vamos continuar lutando e vamos ter o mesmo espírito guerreiro que os nossos lutadores demonstram”.

 

Projeto nascido em 2010 numa parceria entre Legião da Boa Vontade, Super Rádio Brasil, Prime Esportes e Governo do Estado o Geração UPP, além de dar uma opção de caminho para os jovens, também tem o papel de estreitar os laços entre policiais e moradores de comunidades.

 

“Isso mostra para a sociedade que debaixo da farda existe um ser humano. Somos policiais militares, mas somos humanos, participamos da mesma sociedade, temos as mesmas angústias, os mesmos sentimentos que qualquer cidadão tem. Estar aqui com essas crianças renova o nosso espírito”, ressalta o Cel Laviano. “É um momento importante para a Polícia Militar? É! Mas é um momento importante para a sociedade ter conhecimento do que é possível fazer com a Polícia Militar e com parceiros que estão realmente voltados para essa ação de resgate”.

 

 

Personalidades da luta marcaram presença

Padrinhos e entusiastas do Geração UPP, personalidades do mundo da luta também prestigiaram o ato em homenagem ao projeto. Além dos respeitadíssimos mestres Pedro Rizzo e Rogério Camões, os lutadores do UFC Alan Nuguette e Luís Henrique KLB também marcaram presença. Faixa-preta de Jiu-Jitsu, KLB exaltou a importância da ação.

 

“A Polícia ter uma imagem de mestre para uma criança é muito importante, não estar ali apenas como um policial que vai defendê-lo, mas ser um espelho para a criança, um mestre, um professor”, explica. “Eu tive um espelho, que foi meu professor, o Daniel Cabral. Quando eu era criança eu vivia na rua, era brigão, agressivo e todo mundo dizia que ‘vai ser coisa ruim’. Mas o esporte mudou a minha vida como vai mudar a vida de outras crianças. Eles, já pequenos, viajam para disputar campeonatos, coisa que eu não tive, e isso vai inspirar ainda mais eles”.