PM PRENDE PRINCIPAL QUADRILHA DE ROUBO DE CARGAS

Policiais militares do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) e do 9ºBPM (Rocha Miranda) prenderam cinco criminosos e apreenderam três fuzis, uma pistola, carregadores e munições na Avenida Brasil, altura de Fazenda Botafogo, na Zona Norte do Rio, na madrugada desta quarta-feira (06/12). Equipes do BPVE estavam em patrulhamento nas proximidades de Acari quando dois veículos saíram da comunidade em alta velocidade.

Na altura de Fazenda Botafogo, seis homens que estavam nos carros desembarcaram atirando contra viaturas que faziam cerco na região e houve confronto. Dois destes criminosos em fuga entraram em um condomínio no bairro Fazenda Botafogo, onde tentaram manter pessoas reféns, no entanto, as vítimas foram liberadas sem ferimentos após negociação com policiais. Equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) também foi acionada ao local. Na ação, cinco criminosos foram presos, sendo um ferido que foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, e um outro veio a óbito.

Entre os presos estão Jonatan Ferreira dos Santos (“Sobrinho”), Carlos Henrique da Silva, conhecido como “Tiném” ou “Tineném”, Alexsandro Miranda da Silva (“Dando”) e Edison Matos da Silva Junior (“Neguinho”). Segundo informações do setor de inteligência, os quatro formam a principal quadrilha de roubo de cargas e veículos na área do Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio.

“Sobrinho” também é suspeito de envolvimento na morte de policiais militares e chefiava o tráfico de drogas na comunidade do Gogó da Ema, no Complexo do Chapadão. “Dando” estaria envolvido na morte do Cabo PM Alan Martins, do 41ºBPM, ocorrida em 24/10/2017. Além de ser líder da comunidade do Roseiral em Belford Roxo.

Os carros, que eram roubados, também foram recuperados. Ocorrência encaminhada para registro na Central de Garantias Norte.

Durante a ação, dois policiais militares ficaram feridos, foram socorridos ao Hospital Estadual Carlos Chagas e em seguida transferidos para o Hospital Central da Polícia Militar, onde receberam atendimento e permanecem internados.