PMs aprendem técnica de meditação transcendental

2015-11-30T09:31:31+00:00novembro 30th, 2015|

Prática faz parte de pesquisa sobre efeitos do estresse 

 

2656259Um grupo de policiais militares, entre eles membros do Bope e do Batalhão de Choque, tem participado de aulas de meditação antiestresse com o apoio da David Lynch Foundation, organização mantida pelo cineasta americano. A prática de meditação faz parte de pesquisa coordenada pelo Núcleo Central de Psicologia da corporação com o objetivo de verificar o impacto da técnica no dia a dia dos PMs. Cerca de 200 homens participam da primeira etapa do projeto, que deve ser replicado em todos os batalhões.

– O Estado Maior nos designou para que intermediássemos o processo de implementação da meditaçãotranscendental na polícia. Medimos o estresse de todo o grupo antes de iniciarmos a prática e daqui a três meses mediremos novamente. Cem policiais farão a meditação inicialmente. O outro grupo não. Queremos comparar as duas situações – explicou o tenente-coronel psicólogo e chefe do Núcleo de Psicologia (NUCEPSI), Fernando Derenusson.

Duas aulas são realizadas diariamente para que a técnica seja apreendida. As atividades foram iniciadas na última semana.

 

– O trabalho policial exige uma série de mecanismos de defesa que geram tensão. São homens e mulheres que trabalham em ambientes difíceis e que passam por situações de risco. Por isso é fundamental tratarmos deste tema – acrescentou o tenente-coronel.

 

Com os olhos fechados e a respiração calma, o cabo Uthan Leal Dolejsi, pratica a meditação transcendental realizada no Quartel-General da PM. O policial militar, de 38 anos, já melhorou o sono por conta da técnica.

 

– Praticar meditação tem me dado uma sensação de conforto. Realmente tenho a impressão de que meu sono melhorou e que minha concentração está mais ativa – contou o cabo do 12° BPM.

 

Membro da David Lynch Foundation, o professor Joan Roura transmite a técnica da meditaçãotranscendental em diversos países.

 

– Estamos fazendo um trabalho para ajudar a Polícia Militar a combater casos de estresse crônico e pós- traumático. Sabemos que a PM enfrenta situações muito sérias do ponto de vista da violência urbana. Acreditamos que a prática da meditação transcendental trará uma série de benefícios aos praticantes como maior resiliência, estabilidade mental, entre outros atributos – afirmou.